123 A tecnologia a favor da segurança pública | dBrain - inteligência de negócio

Brain Inside (blog)

A tecnologia a favor da segurança pública

Postado em fevereiro 11, 2011 Postado em Blog, Web
A tecnologia a favor da segurança pública

No mês passado pode-se acompanhar uma das maiores catástrofes naturais já ocorridas no país, na região serrana do Rio de Janeiro. Um dos “vilões” apontados pelas autoridades é o sistema de previsão do tempo do Instituto Nacional de Meteorologia, que não teria fornecido relatórios claros quanto à intensidade das chuvas.

Fazer a previsão de um acontecimento desse porte é uma tarefa extremamente complexa, pois existem muitas variáveis a se considerar e alto poder computacional para o seu processamento.

Entretanto, o fato de já haver um histórico de incidentes na região – inclusive bem recente, já que no ano anterior ocorreu algo semelhante – deveria ter servido de alerta para a utilização de ferramentas que possam antecipar a tragédia.

Uma das formas mais conhecidas para a análise de uma grande massa de informações é a Mineração de Dados, denominação esta que vem sendo largamente utilizada, pois é um assunto que desperta interesse de um número cada vez maior de organizações.

O que pouco se comenta é que, na realidade, a Mineração de Dados é uma das etapas de um processo bem mais abrangente, denominado Descoberta de Conhecimento em Bases de Dados.

A Descoberta de Conhecimento tem como característica possuir algumas etapas operacionais. A primeira delas é a etapa de pré-processamento, na qual serão realizadas tarefas de captação, organização e tratamento dos dados. Na segunda etapa é que ocorre a Mineração de Dados propriamente dita, na qual é realizada uma busca efetiva por conhecimentos relevantes ao processo. E finalmente, na terceira etapa, denominada pós-processamento, é buscada a melhor forma para a apresentação dos resultados, visando o máximo entendimento.

É de suma importância conhecer os conceitos que envolvem a Descoberta de Conhecimento para que, através deles, ações concretas possam ser executadas nas mais diversas áreas e em organizações de todos os portes.

Usando o caso dos desastres naturais como exemplo, existe o sistema anti-catástrofe no Japão, que apesar de ainda não estar plenamente desenvolvido, já possibilita ações de prevenção práticas. As boas ideias deveriam ser copiadas aqui.

Marcel Antunes Raposo é desenvolvedor de sistemas da dBrain, agência especializada em marketing de canais.

 

Artigos e Destaques relacionados

  • Não há artigos relacionados

1 Comentário »

Deixe um comentário

Seu Nome
July 14, 2009

Nome

Email (não será publicado)

Site

Message

* Nome, Email e Comentário são Requeridos.